Cursos remunerados

Não dispões de recursos financeiros para pagar uma formação que lhe permita maiores probabilidades de ingressar no mercado de trabalho? Não há problema. Além dos cursos profissionais financiados de que já aqui falámos, existem também os cursos profissionais remunerados. Que tipo de formação é esta? Quais as áreas que abrange? Quais os requisitos necessários para se inscrever? Onde se deverá dirigir para iniciar o processo de inscrição para a frequência de um curso remunerado? As respostas a estas e outras perguntas é a informação que poderá encontrar neste artigo.


”cursos_profissionais_remunerados”


  • O que são os cursos profissionais remunerados?
    Diferentes dos cursos financiados que já aqui mencionámos, os cursos remunerados, além de não exigirem qualquer custo financeiro para a frequência da formação, também atribuem uma remuneração aos formandos. Normalmente, esta remuneração consiste na atribuição de uma bolsa de estudo (um salário mensal) e alguns subsídios, dependendo a atribuição destes (subsídios) de caso para caso. Dentro dos subsídios que podem ser atribuídos, constam, o de refeição, o de transporte e o de alojamento.
  • Quais as áreas de formação dos cursos remunerados?
    As áreas de formação deste tipo de cursos profissionais, regra geral, são as mesmas que referimos no nosso artigo sobre cursos financiados e que acima já fornecemos a ligação. Se tiver interesse em saber mais informações, consulte o referido artigo.
  • Quais os requisitos para a frequência?
    Normalmente, as exigências para a frequência deste tipo de formação é maior, tendo em conta o facto de existir uma maior despesa por parte do Estado para com este tipo de alunos. Além disso, as obrigações de quem frequenta estas aulas, são também, como deve calcular, maiores.
    Sugerimos que se dirija ao Centro de Emprego e Formação Profissional da sua região, e que peça informações sobre esta questão.
  • Onde se pode inscrever?
    Regra geral, a inscrição é feita no Centro de Emprego da sua região, como tal, sugerimos uma vez mais que se dirija a este e que peça mais informações sobre como se pode inscrever.

Os cursos profissionais remunerados, são sem dúvida a melhor opção para todo o cidadão que procura aumentar as suas competências de forma a poder ter um acesso mais fácil ao mercado de trabalho, e uma vida profissional mais estável. Sugerimos vivamente que siga o nosso conselho e que se desloque aos organismos que gerem este recurso que o nosso Governo disponibiliza. Ao fazê-lo estará a dar um passo certo rumo a um futuro mais de acordo com as suas ambições.

Uma vez mais, esperamos ter sido úteis.


Até breve!

10 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde, gostaria que me informacem um pouco mais sobre este assunto, pois eu tenho 26 anos e nao sei se ha cursos dsponiveis para a minha idade, e que cursos estao a decorrer.
obrigada

Anónimo disse...

boa tarde,eu tambem estou na mesma situaçao dessa pessoa tenho 26 anos e ja encontrei varios cursos mas que sao para quem tem menos de 25.. existem outras opçoes que possa procurar??obrigada

Anónimo disse...

Gostaria de saber qual a duração dos cursos e em que altura nos podemos inscrever. obrigada

Webmaster disse...

Em resposta às questões colocadas pelos leitores sugerimos que se desloquem ao IEFP da região onde vivem de forma a esclarecer as vossas dúvidas.
Obrigado.

Adriano Norte disse...

ola dia eu adriano estou disponivil para tirar um cruso de energias renovaeis.
Porque eu acho um trabalho de futuro.
te.918820992
bairro da pasteleira b-2 casa-23
norte12@sapo.pt

Anónimo disse...

Eu dou vos a resposta. É simples. "Cursos Remunerados IEFP". São cursos em que em 2003,2005, etc pagavam ao estudante 500 euros de bolsa durante 18 meses (mais estavel que qualquer trabalho que já tive, eu é que não sabia) e agora pagam a miséria de 145 euros.
Quem estiver a receber subsidio de desemprego (não é acumulavel, nem aumenta o tempo do subsidio de desemprego)sempre pode se ir instruir um pouco mais...De resto :
RSI não acumula, ou seja, ganhas 179 por mês e ainda tens que ir estudar (gasoleo/transportes/horários). Quem não recebe nada, pode ganhar 145 SE não levar com nenhum professor com ego no céu, que marque atrasos. Ai será descontado nos miseros 145 euros mensais de "bolsa". Estive num curso 3 meses, e só no 3 mês recebi 80 euros, por ter me atrasado de vez em quando...
A unica coisa boa é ter um diploma, porque de resto, são 18 meses a viver na miséria. E viva Portugal...

José Guedes disse...

Boas gostaria de escrever o meu filho num curso ele tem 17 anos e tenho que o escrever num curso porque ele tem que continuar na escola pelo menos até aos 18 anos agradecia que me ajudassem a min e ao meu filho deixo aqui o meu mail: jguedes19@hotmail.com
Cumprimentos
José Guedes

ana disse...

Boa Tarde
Gostaria de saber se existe algum beneficio destes cursos visto que tenho 42 anos e ja tirei destes cursos alguns anos atrás.Até que idade e possivel tirar estes cursos? Estou desempregada e não estou a receber fundo de desemprego.Tenho 2 filhos e gostaria de saber se e verdade que pagam mais por ter filhos?
Deixo aqui e-mail anapires72@gmail.com

Anónimo disse...

Boa tarde Ana.

Qualquer informação acerca de cursos profissionais remunerados pode ser obtida junto do Instituto do Emprego e Formação Profissional. Aconselhá-mos a que se dirija ao centro da sua região e que solicite informações sobre os cursos remunerados que gostaria de frequentar.

Cumprimentos.

paula teixeira disse...

Bom dia, gostaria de saber se há cursos com equivalência 12 ano financiados para a minha idade como vou fazer 40 anos gostaria de obter alguma resposta obrigada.